N. 19 – Belém/PA - Novembro/Dezembro - 2014

Seção: Mulheres, Política e Poder

Maria Luzia Miranda Álvares


Mulheres & Espaços de Poder: caminhos em debate

O interesse em retomar alguns objetivos  tangenciados no projeto Gênero, Política e Representações Sociais e a avaliação sobre o estímulo dado pelos  movimentos ao recrutamento de candidaturas femininas ao pleito municipal de 2008 presentificaram-se  na  pesquisa Os Movimentos de Mulheres e sua Atuação no Avanço das Carreiras Femininas nos Espaços de Poder Político (2008-2011),  proposta pelo GEPEM/UFPA ao CNPq-SPM.

O core da questão evidenciava um problema transnacional: sub-representação das mulheres nos espaços de decisão política  e uma avaliação, entre outros objetivos, sobre os caminhos dos debates dos movimentos de mulheres e feministas no Pará aos acordos de Beijing (1995), às atuais Metas para o Desenvolvimento do Milênio (MDGs) pelas Nações Unidas; ao II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres (2007). Considerando que essas políticas têm incentivado a formação de lideranças, neste sentido, interessava saber que ações foram desenvolvidas por esses movimentos para estimular as associadas aos cargos formais de representação parlamentar e/ou majoritários, conforme sugerido na Carta de Beijing e no II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres (2007).

Nesta intenção, o início das atividades de levantamento de dados e discussão sobre a base empírica do projeto contou com a realização do Simpósio Mulheres & Movimentos: participação e representação política nas democracias contemporâneas (27 e 28/8/2009), momento em que Sonia Malheiros Miguel – Subsecretaria de Articulação Institucional da Secretaria Especial de Política para as Mulheres (SEPM)- proferiu a Conferência Mulheres, Gênero e Política: rotas, percursos e novos debates na democracia contemporânea. Foram dois dias de exposição e debates entre a comunidade acadêmica, parlamentares e prefeitas paraenses, representantes de Conselhos,  coordenadoras dos movimentos de mulheres e de partidos políticos, além de candidatas e eleitas em 2008.

Ao final da pesquisa,  os desafios para o acesso ao empoderamento das associadas dos movimentos de mulheres do Pará, a partir do levantamento de dados, foram  avaliados no Simpósio Democracia e Participação Política nos Movimentos de Mulheres e Feministas no Pará: cenários, práticas de empoderamento e espaços de decisão política(5 e 6/5/2011), com a presença de associadas e coordenadoras de movimentos de 22 cidades paraenses e um público significativo de entidades dos movimentos de mulheres de Belém e de docentes e discentes das universidades paraenses.

Maria Luzia Miranda Álvares é Doutora em Ciência Política, Coordenadora do GEPEM/UFPA e uma das pioneiras dos estudos de mulher e gênero, no Pará, desenvolvendo trabalhos sobre a temática feminismo, mulher e gênero, com incursões sobre o entrelaçamento das representações socioculturais nas estruturas de poder.

Bolsistas do GEPEM: Carla Moreira, Keyla Araújo, Murilo Figueira, Thiago Paiva