N. 19 – Belém/PA - Novembro/Dezembro - 2014

Mulheres “Blindadas”

Fonte: rosaleonor.blogspot.com

Dedicado às mulheres em todo o mundo, La Femme Grillagée - letra e música de Pierre Perret – é uma importante discussão sobre as questões sociais decorrentes do uso da burca pelas mulheres afegãs. Para esta reflexão, Perret diz que sua melodia pretende ser discreta e leve como “uma emoção de água sobre a espuma, porque representa o lamento de uma esposa; de uma mulher por trás do muro; de uma mulher cujos olhos veem através de uma costura.”

Em sua canção-tema, o poeta compara a uma blindagem esse traje feminino que cobre todo o corpo, inclusive os cabelos, e apresenta uma estreita tela, à altura dos olhos, por meio da qual a mulher pode ver. Para ele, é como se ela estivesse vestida com uma chapa metálica. E lamenta: “está coberta até os pés com sua humilde burca. É o que garante sua decência e impede a  luxúria dos homens que se interessem por ela. Um olhar considerado indecente seria fatal para o cativo. Ela pode acabar queimada, apedrejada em público.”

Ao longo do texto, Perret critica veementemente o fato de as mulheres afegãs não poderem falar; de só terem direito a apenas alguns murmúrios; de serem obrigadas a acreditar que o lugar delas é na cozinha; que nenhuma pergunta podem fazer; que é melhor que  sejam ignorantes, porque  os estudos são contrários à sua servidão.

Ao final de sua canção, o poeta aconselha que elas “recusem estes costumes bárbaros; que digam não ao maniqueísmo, ao obscurantismo nascido dos costumes escravistas. E que em vez de usarem o véu, naveguem para longe.”

PPS La Femme  Grillagée:

  • Copyright © 2011 Editions Adèle - NS 91678.
  • Letra e Música =  Pierre Perret.
  • Tradução Livre da Versão em Francês para Língua Portuguesa: Lilian Adriane Ribeiro.
  • Adaptação e Paráfrase do Texto Traduzido: Eunice Ferreira dos Santos.
Acesso ao Texto Original = Click PPS ( Menu).
Agradecimentos a Eneida Canêdo Guimarães dos Santos pela indicação do PPS.