N. 19 – Belém/PA - Novembro/Dezembro - 2014

Observatório: Noticiário

- Casa da Mulher Brasileira - serviço integrado ao Programa Mulher, Viver Sem Violência que reunirá: delegacias especializadas de atendimento à mulher (DEAM), juizados e varas, defensorias, promotorias, equipe psicossocial (psicólogas, assistentes sociais, sociólogas e educadoras, para identificar perspectivas de vida da mulher e prestar acompanhamento permanente) e equipe para orientação ao emprego e renda. A estrutura física terá brinquedoteca e espaço de convivência para as mulheres. A SPM e o Banco do Brasil assinaram contrato para gestão da construção da Casa da Mulher Brasileira.

- Prêmio Lélia Gonzalez – Protagonismo de Organizações de Mulheres Negras(EDITAL SEPPIR-SPM/PR N° 01/2013 - Concurso de Seleção de Projetos)= A proponente deve disponibilizar informações sobre o projeto, preenchendo o Formulário e encaminhá-lo somente pelo correio, via SEDEX, até o dia 14 de fevereiro de 2014, para o seguinte destinatário:

Concurso SEPPIR-SPM/PR Nº 01/2013
Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR/PR
Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas – SPAA
Esplanada dos Ministérios, Bloco A, 9º andar, Sala 901
CEP 70.054-906 – Brasília-DF.
Acesse:
Edital do Prêmio Lélia Gonzalez na íntegraFormulário de inscriçãoCronograma do Prêmio  

- Transformação para Disque 180 – A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180, da SPM, passará a ser um disque-denúncia com acionamento imediato das polícias militares de todo o país, como já ocorre com situações de tráfico de mulheres, com ativação de urgência para a Polícia Federal, e de cárcere privado, para o Ministério Público. A partir do ‘Mulher, Viver sem Violência, em atendimentos classificados como urgentes, o Ligue 180 fará encaminhamento direto para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), pelo 192, ou da Polícia Militar, pelo 190.

Fonte: SPM-PR =http://www.sepm.gov.br/


“Criada em 2005 pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM-PR), a Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180 é um serviço de utilidade pública que orienta as mulheres em situação de violência sobre seus direitos. Tem o intuito de prestar uma escuta e acolhida nessas situações e fornecer informações sobre onde podem recorrer caso sofram algum tipo de vio¬lência. O atendimento funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados”.

Desde novembro de 2011, o Ligue 180 foi ampliado para atender mulheres brasileiras que vivem no exterior em situação de violência. Neste sentido, pode ser acionado:

Ligue 180 no exterior:

Desde novembro de 2011, o Ligue 180 foi ampliado para atender mulheres brasileiras que vivem no exterior em situação de violência. Neste sentido, pode ser acionado:

- Espanha: 900.990.055
- Portugal: 800.800.550
- Itália: 800.172.211

Como proceder: Digite a opção 1 e informe à atendente, em português, o número 61.3799.0180

(Fonte: http://www.sepm.gov.br/).

Contatos e Serviços de Atendimento à Mulher:


  • O OBSERVE (Observatório pela Aplicação da Lei Maria da Penha) está sediado no Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (NEIM/UFBA) é coordenado em nível nacional pelas Dras. Cecília Maria Bacellar Sardenberg e Márcia Queiroz de Carvalho Gomes, com assessoria técnica das Dras. Jussara Prá e Wânia Pasinato. Sua estrutura organizacional é formada por um consórcio que congrega 12 instituições, entre núcleos de pesquisa e organizações não-governamentais, com representações nas cinco regiões brasileiras. Para outras informações, acessar http://www.observe.ufba.br/.
  • O GEPEM, desde 2007, é o Observatório Regional Norte da Lei Maria da Penha(UFPA/IFCH).